Guerra e Paz

A maior qualidade é também o maior defeito do Sri Lanka: ele parece um país muito comportadinho. Tudo muito no lugar, ruas limpas, trânsito bem organizado, pessoas simpáticas, praias agradáveis, banho quente. Falando assim parece bom, mas a falta de sufoco quase incomoda. Que horas a gente começa a se dar mal? A vida corria tão tranquila que era quase impossível se dar conta de que o país está tecnicamente em guerra. Só os carros da ONU e as barreiras policiais a cada 10 quilômetros nos lembrava isso de vez em quando. Mas tudo num clima super cordial. O carro parava, os soldados chegavam com metralhadoras, davam um sorriso e mandavam seguir dando a escalação do meio campo do Brasil. Ao lado, as pessoas desciam dos ônibus para serem revistadas e batiam longos papos enquanto as malas eram abertas e reviradas, como se tivessem voltado de uma viagem e mostrassem as compras para os parentes. Enquanto isso, no norte, a guerrilha de libertação do Tamil Eelam disparava tiros contra o exército do governo. Isso me lembrou de quando falamos da violência no Brasil para os estrangeiros que encontramos pelo caminho: não é como dizem; sabendo onde ir não tem problema. Acho que é isso: a gente se acostumou com as nossas barreiras do dia a dia, enquanto em algum lugar do país o pau vai comendo. (Marco)

Anúncios

~ por amnasianow em janeiro 26, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: