Auto-escola

fotobuda1

Fawmy nasceu muçulmano, mas é budista por opção – “por favor não comentem com o meu chefe, senão sou despedido.” De dia veste camisas pólo listradas e calça jeans, mas de noite não abre mão da canga amarrada na cintura, a roupa típica dos singaleses. Sempre que abre a boca, desacelera o carro. O que significa que qualquer viagenzinha tem potencial para durar horas. Adora as cidades pequenas – e odeia com todas as suas forças a capital Colombo, “grande demais” com os seus 2,2 milhões de habitantes. Com ele fomos aos mais importantes sítios arqueológicos do Sri Lanka. E, cada vez que o velocímetro caía para a média de 30, 40 quilômetros por hora, aprendíamos alguma coisa sobre essa ilha ao sul da Índia que conhecíamos quase nada antes de desembarcar. Por exemplo…

 

… que as plantações de chá que cobrem as montanhas do centro sul do país (e dão origem a um dos melhores chás do mundo) surgiram de uma emergência, depois que uma praga no século 19 dizimou todo o café – benditos ingleses que estavam por ali; que cada mulher que faz a colheita manual colhe diariamente entre 15 e 16 quilos de folhas; e que quanto mais altas as plantações, mais saboroso é o chá

 

fotocha

 

… que os stilt fishermen, os pescadores que se equilibram em pernas de pau, estão restritos às praias do sul do país, onde a orla está coberta de corais; que a técnica de pescar assim, sem isca, é passada de pai pra filho; e que novembro é o melhor mês para a pesca (e consequentemente para quem quer assistir o espetáculo)

 

fotopesca

 

… que o budismo, a religião dominante (70% da população), foi introduzido no país no século 3 a.C. – e que fica na região central um dos principais pontos de peregrinação budista do mundo: o Sri Dalada Maligawa, um templo que guarda a relíquia do dente sagrado de Buda (acredita-se que ele foi retirado das chamas da pira funerária de Buda em 543 a.C. e chegou ao Sri Lanka no século 4 d.C.)

 

fotobuda2

 

… que a colonização portuguesa, a primeira (com início em 1505) deixou um legado que vai pouco além de alguns sobrenomes, como Perera e Silva (aqui, De Silva); que a colonização holandesa, que veio na sequência (a partir de 1658), deixou belos exemplares arquitetônicos, principalmente em Galle e em Colombo; mas que foi apenas a inglesa (com início em 1796) que realmente dominou todo o país, levando a ferrovia e construindo as mais importantes estradas

 

fotogalle

 

… que um carro novo custa 2,5 milhões de rúpias (o equivalente a 50 mil reais) e um tuk tuk, 330 mil (6.600 reais)

 

… que hoje em dia raramente os casamentos são arranjados pelas famílias; que os meninos e meninas já podem se apaixonar e escolher os maridos e mulheres; que mais vale uma mulher estudada do que um dote – e filosofa: “a renda de um bom emprego é para sempre; o dote logo acaba.”

 

Não sei se foi nisso que ele pensou quando ficou todo sorrisos com a vendedora do cyber café de Polonaruwa, uma menina tímida de apenas 20 anos. “Aproveitei que vocês foram ao banco para dar o meu celular para ela”, revelou, cheio de inocência. “Estou ansioso para ver se ela vai ligar!” No Sri Lanka ainda é assim. (Rachel)

Anúncios

~ por amnasianow em janeiro 26, 2009.

3 Respostas to “Auto-escola”

  1. meninos, fiquei um tempo sem entrar e estou encantada com o sri lanka… as fotos estão incríveis, como sempre, o marco já deve estar cansado de receber elogios… e vc mais divertida que nunca amiiiga! beijos, saudade, mari

  2. eeeee, welcome back!!! Muito obrigada, amiga, ficamos insuportaveis. 😉

  3. Moro na Austrália e trabalho com 2 pessoas do Sri-Lanka e 1 tem sobrenome Perera e o outro De Silva. Achei curioso até saber que os portugueses estiveram por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: