Mister Singh é o cara

mistersingh

Mister Singh tem as pernas finas como um braço. A pele escura e curtida pelo sol. Tem o rosto estreito e comprido que mal cabem os olhos grandes. O nariz em curva aponta para baixo. O bigode, enrolado nas pontas, saltam da cara por absoluta falta de espaço. O turbante laranja, inseparável, realça o conjunto da obra. É espontâneo, tem a voz forte, fanha e rachada, que podia ser a de um xerife texano. Mister Singh é o chefe dos cameleiros e organiza safaris para turistas pelo deserto de Thar, no norte da Índia. Não é uma aventura e ele não força a barra para parecer que seja. Safari no deserto é para turistas e ninguém deve esperar mais do que isso. E já é muito. Dormir em uma manta sob a areia com as estrelas coladas no nariz e ver o amanhecer nas dunas valem qualquer assadura.

Mister Singh segura a audiência com naturalidade. Conta mil casos em inglês com sotaque do Rajastão. Japoneses com diarréia procurando um banheiro no deserto, um casal americano que se empolga e volta das dunas com hipotermia.

Mister Singh oferece cerveja, faz o rateio e desaparece nas dunas. Volta uma hora mais tarde com uma caixa cheia, todas geladas. Organiza uma roda de música com os cameleiros e não se preocupa em ter um instrumento muito típico para posar de defensor das tradições. A percussão é numa embalagem de plástico de óleo para motor. E o som é bom. Pergunta se ninguém vai cantar Hotel California e ri da própria piada.

Mister Singh ministra um curso intensivo de desertologia. Coloca uma venda nos olhos de um menino cameleiro a cem metros da fogueira e ele volta em linha reta sem esforço. Faz o mesmo com um rapaz americano. Depois de girar o corpo, buscando o barulho do fogo, ele sai caminhando no sentido oposto como um sonâmbulo até desaparecer na escuridão das dunas. “Come back, man! This side is Pakistan! E solta uma gargalhada verdadeira. A namorada americana solta um riso nervoso.

Mister Singh, em pé, cruza uma das pernas sobre o joelho e abaixa até tocar a ponta do nariz numa garrafa. Desafia um inglês a fazer o mesmo. Ele já meio lento de cerveja tenta e afunda com a cara na areia a 20 centímetros da fogueira. Mais gargalhadas de Mister Singh. “Sand no problem, brother, sand no problem! Fire is problem!”

Mister Singh é meio louco. (Marco)

Anúncios

~ por amnasianow em novembro 30, 2008.

2 Respostas to “Mister Singh é o cara”

  1. Amiiiiga! Aquela foto estrelada é o que vocês viram à noite? Que maravilha! E aqui, você não teve medo de bichinhos?? Beijos.

  2. Rach, bichinhos? arararara So vc mesmo. Ja trato as baratinhas que nem mosquito, amiga. Aquele ceu todo estava demais, vc nao faz ideia. Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: