Uma tartaruga voadora

“Saí do trem e, na plataforma, revi o espetáculo, já familiar mas não menos horripilante, dos ‘habitantes das estações de trem’. (…) Vestiam sarongues e acampavam na plataforma com um ar de proprietários permanentes. (…) Eles cuspiam, comiam e urinavam com tanta desenvoltura que pareciam estar em uma aldeia remota da selva mais profunda de Madras, quando na realidade o faziam diante dos olhares dos passageiros (…).”

O trecho acima foi escrito em 1975 por Paul Theroux em “O Grande Bazar Ferroviário – De Trem pela Ásia”, para descrever uma estação do caminho entre Rajdhani e Bombai, mas se aplica perfeitamente à estação de Nova Délhi. Talvez com um agravante: os 33 anos que se passaram desde então. O tumulto da estação de Nova Délhi começa, na verdade, vários quarteirões antes, em todas as direções. Um mar de gente, de rickshaws, de ambulantes, de barracas, de tudo.

 

Corta.

 

Cinco horas da manhã, noite cerrada. As pessoas que dormem nas ruas e na estação estavam começando a acordar. Descemos do táxi e agarramos as nossas mochilas antes que milhares de indianos praticamente nos obrigassem a deixá-los carregar. Marco coloca a sua nas costas e sai com a maior desenvoltura. Eu coloco a minha e tento segui-lo naquele mar de gente. Tento…

 

Eis que no caminho tinha uma calçada. Dessas altas, que dividem uma pista da outra. Ensaio um passo para subir e… plooooooft. Sou sugada imediatamente para trás pelo peso da mochila e despenco pateticamente de costas no chão. Fiquei ali por longos segundos em pânico tentando me levantar, que nem uma tartaruga mexendo em vão os bracinhos e perninhas – sem conseguir, obviamente, mover um centímetro. Sensibilizado com o meu pavor, um indiano dá uma cutucada no Marco lááá na frente, que só então se dá conta do que tinha acabado de acontecer. De repente havia 475 indianos em volta de mim. E foram eles que me guincharam do chão.

 

Depois de catar livro, casaco, passagem, celular, cada coisa num canto, sacudo a poeira e ensaio de novo os primeiros passos. Então sou obrigada a ouvir de um indiano ao meu lado: “you’re so weak! You’re soooo weak!” E ele estava querendo ser simpático. J

 

Faz quatro dias que eu não sei o que dói mais: se os roxos do tombo mais ridículo do mundo ou a minha barriga de tanto rir cada vez que lembro da cena.

Anúncios

~ por amnasianow em novembro 11, 2008.

6 Respostas to “Uma tartaruga voadora”

  1. Friends, que divertido, não o momento tartaruga, óbvio, mas o blog. Está super lindo e as fotos estão maravilhosas, vcs vão fazer uma exposição né?! Ai que vontade de ir tbém, ainda mais com cia para rir dos perrengues.
    Otra pregunta: é particular ou posso indicar o blog???
    Saudade, Mari

  2. Tá arretado o blog e as fotos. Curtam muito por aí. Na volta já não estaremos em Salvador. Nos vemos em São Paulo. Ê vida… bjs.

  3. Mari, estamos sempre lembrando de vc – e o seu cha e’ sempre melhor! Saudades. E poode divulgar o blog sim, claro! Beijos.

  4. Valeu, Raul! Tomamos uma em Sao Paulo depois. bjs.

  5. Oi, já descubri por onde vocês andam, adorei o blog e as fotos estão fantásticas.
    Já está nos favoritos.
    beijos Lili

  6. Rachel e Marco, Recebemos o endereco hoje e estamos adorando o Blog. AS fotos estao lindissimassss… Espero que nao tenha se machuca Raquel, mas ri demais do caso da tartaruga, fiquei imaginando os indianos ao redor… Tenho vizinhos indianos aqui em Londres e sabemos um pouco sobre eles…hehehe Queremos aproveitar pra dar a noticia pra vcs… Estamos Gravidos, de 3 meses, e um menino e vai chamar José Guilherme. Um beijo e sempre passaremos por aqui pra ter noticias de vcs! Fiquem com Deus! Josy e Guilherme

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: